Português Italian English Spanish

Agricultor diz que foi espancado por manifestantes em bloqueio

Agricultor diz que foi espancado por manifestantes em bloqueio


Vilson da Silva Ribeiro, de 53 anos, relatou à Polícia Civil que ao menos 20 pessoas o agrediram

Reprodução/Arquivo Pessoal

As marcas da agressão no corpo da vítima; ele registrou boletim de ocorrência

ANGÉLICA CALLEJAS
DA REDAÇÃO

O agricultor Vilson da Silva Ribeiro, de 53 anos, denunciou que foi espancado por ao menos 20 pessoas na manhã desta sexta-feira (18), quando tentou passar pelo bloqueio erguido por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) na BR-174, em Pontes e Lacerda.

 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil, a vítima relatou que se dirigia até o Município para realizar uma entrega de mandioca e no retorno passou no Posto Tuiuiú para abastecer.

 

Em seguida, o homem deu continuidade em seu trajeto, passando próximo às barracas que foram montadas pelos manifestantes.

 

Segundo ele, o local estava tumultuado de pessoas obrigando os caminhoneiros a parar, além dos pneus e pallets na via, que o impedia de localizar a saída dali. 

Um pouco mais à frente, ele enxergou um espaço entre os pallets, suficiente para passar com seu Fiat Uno. Ele então buzinou para que o manifestante alargasse um pouco mais o espaço, porém a pessoa se recusou.

 

Nesse momento, Vilson disse que acelerou para passar, e espalhou alguns pallets pelo chão. Entretanto, no meio da pista, um dos manifestantes estava sentado em uma cadeira.

 

Quando viu a vítima furando o bloqueio, o homem teria se levantado e arremessado a cadeira em seu carro. 

 

Indignado com a violência, ele desceu do seu veículo para confrontar o manifestante, porém foi surpreendido com dezenas de pessoas, que o agrediram com socos, chutes e arranhões.

Um dos homens que participava do protesto interveio na agressão, momento em que a vítima conseguiu ir embora.

 

A Polícia Civil deve investigar o crime de lesão corporal.