Português Italian English Spanish

Juíza alega suspeição e relatoria passa ao vice-presidente do TER

Juíza alega suspeição e relatoria passa ao vice-presidente do TER

https://www.midianews.com.br/storage/webdisco/2018/10/15/438x291/18ccb83d3331342f47bd28320554a68e.jpg

A juíza eleitoral Marilsen Addario, que alegou suspeição para relatoria

Midia News da redação 

A desembargadora Marilsen Andrade Addario, que atuava como relatora no processo em cassou a senadora Selma Arruda no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), se declarou impedida de continuar à frente do caso.

 

Isso porque, com a tomada de posse de alguns juízes eleitorais, Marilsen será a presidente da sessão que julgará os recursos impetrados pela defesa de Selma Arruda. Agora, ficará como relator do caso o vice-presidente da Corte, desembargador Sebastião Barbosa Faria.

 

“Tendo em vista a participação desta relatora no julgamentode mérito ocorrido em 10.04.2016 [...], ocasião em que presidiu a respectiva sessão plenária, torna-se incompatível a atuação direta neste momento processual, uma vez que deverá presidir a sessão de julgamento dos embargos, não cabendo, assim, relatá-los. Desse modo, encaminhe-se o feito ao desembargador substituto na ordem regimental, para o regular processamento”, consta em despacho da desembargadora.