Português Italian English Spanish

MP investiga dentista por não cumprir jornada de trabalho em MT

MP investiga dentista por não cumprir jornada de trabalho em MT



Da Redação Folha Max

 
dentista.jpg

 

O Ministério Público do Estado (MP-MT) instaurou um inquérito para investigar uma suposta falta de cumprimento da jornada de trabalho de um odontólogo (dentista) da prefeitura municipal de Conquista D’Oeste (535 KM de Cuiabá).

O promotor Paulo Alexandre Alba Colucci assinou a portaria de abertura do inquérito no dia 5 de novembro deste ano. De acordo com informações do documento, o dentista, cujas iniciais são N.R.D., não estaria cumprindo a jornada de trabalho de 8 horas diárias “há anos”.

Os indícios de irregularidade foram apontadas pelo secretário municipal de saúde de Conquista D’Oeste, Edson Marcos Rodrigues, ao MP-MT. O servidor público deveria cumprir 40 horas semanais de trabalho. “Aportou nesta 1ª Promotoria de Justiça Cível representação do secretário de saúde do Município de Conquista D'Oeste/MT, Edson Marcos Rodrigues, no sentido de que o servidor público municipal da referida prefeitura, N.R.D., o qual exerce o cargo de odontólogo, apesar de receber regularmente seus vencimentos, há anos não cumpre sua carga horária de 40  horas semanais regularmente, sem justificativa”, diz trecho da portaria.

O promotor de justiça também informa que N.R.D. assinou sua folha de frequência funcional de forma “fraudulenta” pois estava ausente do local de trabalho. A fraude teria ocorrido entre os dias 12 e 16 de agosto de 2019.

A portaria revela, ainda, que um processo administrativo disciplinar (PAD), contra o dentista, já tramita na prefeitura de Conquista D’Oeste – um município que conta com 3.973 habitantes, segundo estimativas do IBGE.

Paulo Alexandre Alba Colucci determinou que em até 60 dias a prefeitura municipal envie uma cópia do PAD que tramita contra o dentista.