Português Italian English Spanish

Marido discute com a mulher por não permitir que enteada namorasse e é morto por ela durante discussão em MT

Marido discute com a mulher por não permitir que enteada namorasse e é morto por ela durante discussão em MT

Mulher afirmou que, em outras ocasiões, o marido fez ameaças, prometeu que mataria a família e colocaria fogo na residência. Suspeita agrediu o marido com um pedaço de madeira pelas costas e pediu que vizinho chamasse a polícia.

Por Denise Soares, G1 MT

Kênia Neres Matos, de 40 anos, foi presa em Barra do Garças — Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria

Kênia Neres Matos, de 40 anos, foi presa em Barra do Garças — Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria

Um homem foi morto nesse domingo (11) pela mulher dele em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, José Carlos Gomes Pereira, de 45 anos, foi morto por Kênia Neres Matos, de 40 anos. O casal discutia por causa da filha de Kênia, que tem 18 anos. José não admitia que a enteada namorasse.

Segundo a PM, a situação ocorreu na casa da família no Bairro Vila Maria. Inicialmente a polícia recebeu uma ligação da própria mulher dizendo que agrediu o marido porque ele que tentou estuprar a filha dela.

Kênia confessou o crime e contou aos policiais que ela e o marido discutiram sobre o namoro da filha dela. José não aceitava que a jovem namorasse em hipótese alguma. Ele ainda teria feito ameaças e exigido a expulsão da jovem da casa.

A mulher também afirmou que, em outras ocasiões, o marido fez ameaças, prometeu que mataria a família e colocaria fogo na residência.

Pedaço de madeira, que foi usado no crime, foi apreendido — Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria

Pedaço de madeira, que foi usado no crime, foi apreendido — Foto: Polícia Militar de Barra do Garças/Assessoria

Na discussão, a mulher disse que sentiu medo de que o marido cumprisse as ameaças. Os dois brigaram e Kênia agrediu o marido com um pedaço de madeira pelas costas.

José foi agredido com golpes de madeira na cabeça. Ele caiu na cama e continuou sendo agredido pela mulher.

Alguns momentos depois, a mulher foi até o vizinho e pediu que ele chamasse a polícia. Uma equipe do Corpo de Bombeiros também foi ao local e viu que a vítima ainda tinha sinais vitais.

Ele não resistiu e morreu durante o socorro. A Polícia Civil e a Perícia Técnica foram chamadas no local. O pedaço de madeira usado no crime foi apreendido.

A mulher foi presa em flagrante e encaminhada à delegacia da Polícia Civil.