Português Italian English Spanish

PF faz em Barra do Garças operação para combater fraudes no registro de CAC

PF faz em Barra do Garças operação para combater fraudes no registro de CAC


Segundo a polícia, pessoas com antecedentes criminais tentaram usar documentos falsos para ter o certificado e comprar armas e munição. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão

Por Vitor Santana, g1 Goiás

Viatura da Polícia Federal durante operação contra fraude no registro de CAC — Foto: PF/Divulgação

Viatura da Polícia Federal durante operação contra fraude no registro de CAC — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal fez uma operação nesta quarta-feira (25) para combater fraudes no registro de Colecionador, Atirador ou Caçador (CAC). Segundo as investigações, pessoas com antecedentes criminais tentaram usar os documentos falsos para conseguir comprar armas e munições.

A operação foi chefiada pela superintendência de Jataí, no sudoeste de Goiás. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na cidade de Barra do Garças (MT).

Os nomes dos investigados não foram divulgados e, com isso, o g1 não conseguiu identificar as defesas deles até a última atualização dessa reportagem.

Segundo a PF, a fraude acontecia no Certificado de Registro (CR), documento necessário para ser um CAC. Entre as informações necessárias para o CR estão certidões de antecedentes criminais, declaração de endereço e ocupação lícita e comprovante de capacidade técnica para manusear as armas.

Com informações falsas, as pessoas usavam o CR para fazer o registro como CAC. O objetivo era burlar a fiscalização para que pessoas sem os requisitos necessários pudessem ter a autorização para comprar armas e munições.

A PF informou que algumas pessoas investigadas pela fraude tinham passagens por crimes como roubo, furto, tentativa de homicídio, porte e posse ilegal de arma.

Os crimes investigados pela operação são os de falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e associação criminosa.