Português Italian English Spanish

Alemanha protesta contra decisão da Fifa antes de jogo da Copa

Alemanha protesta contra decisão da Fifa antes de jogo da Copa


Redação Esportes Yahoo

Jogadores da Alemanha protestam contra a proibição da Fifa no Catar. Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/AFP via Getty Images

Jogadores da Alemanha protestam contra a proibição da Fifa no Catar. Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/AFP via Getty Images

A Alemanha protestou antes de entrar em campo contra o Japão e todos os jogadores colocaram a mão na boca na tradicional foto posada antes do jogo. O fato se refere à proibição da Fifa com relação às braçadeiras de capitão coloridas, em apoio à causa LGBTQIA+.

Qualquer relação que não seja heterossexual e entre pessoas casadas é proibida no Catar, assim como a incitação à homossexualidade. Porém, independentemente disso, a Fifa é quem distribui as braçadeiras de capitão e por isso alegou que qualquer braçadeira que não seja a sua está vetada.

As seleções de Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Holanda e Suíça haviam anunciado em comunicado conjunto que não iriam usar as braçadeiras de capitão coloridas depois de a Fifa ter ameaçado que os capitães de equipe poderiam receber cartão amarelo. “A Fifa deixou muito claro que imporá sanções desportivas se os nossos capitães usarem as braçadeiras em campo”, refere a nota das federações.

“Não podemos colocar os nossos jogadores numa posição em que possam enfrentar sanções desportivas, incluindo cartões amarelos, por isso pedimos aos capitães que não tentem usar as braçadeiras nos jogos do Mundial”, seguiu a nota.

As seleções estavam dispostas a pagar multas, mas reconhecem que não podem sujeitar os jogadores a “receber um cartão amarelo ou até mesmo serem forçados a deixar o campo”.