Português Italian English Spanish

Pediatra morre de Covid-19 em MT e é o segundo óbito de médico no estado.

Pediatra morre de Covid-19 em MT e é o segundo óbito de médico no estado.


Reinaldo Rodrigues de Oliveira, de 73 anos, trabalhou na área pediátrica de Mato Grosso por 35 anos. Apesar de compor o grupo de risco devido à idade, ele atuou na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Por G1 MT

O pediatra Reinaldo Rodrigues de Oliveira, de 73 anos, morreu de Covid-19 nesse domingo (28) — Foto: Facebook/Reprodução

O pediatra Reinaldo Rodrigues de Oliveira, de 73 anos, morreu de Covid-19 nesse domingo (28) — Foto: Facebook/Reprodução

Um pediatra de 73 anos morreu em decorrência da Covid-19, em Cuiabá, no fim da tarde desse domingo (28). Reinaldo Rodrigues de Oliveira é o segundo médico morto pela doença no estado em um intervalo de uma semana.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT) lamentou a morte do profissional e declarou luto na classe médica do estado, em respeito aos familiares e amigos da vítima.

De acordo com o Conselho, Reinaldo trabalhou na área pediátrica de Mato Grosso por 35 anos.


Reinaldo de Oliveira morava com a mulher Nadia de Oliveira — Foto: Facebook/Reprodução

Reinaldo de Oliveira morava com a mulher Nadia de Oliveira — Foto: Facebook/Reprodução

Nos últimos meses, apesar de compor o grupo de risco devido à idade, ele atuou na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Reinaldo morava com a mulher dele, Nadia Machado de Oliveira, de 76 anos. Não há informações se ela também contraiu o vírus.

Agnaldo Cesário da Silva, de 53 anos, foi o primeiro médico morto pela Covid-19 em MT — Foto: Facebook/Reprodução

Agnaldo Cesário da Silva, de 53 anos, foi o primeiro médico morto pela Covid-19 em MT — Foto: Facebook/Reprodução

Primeiro médico

O primeiro médico que morreu após contrair o novo coronavírus, em Mato Grosso, foi Agnaldo Cesário da Silva, de 53 anos, após complicações no quadro respiratório. O óbito dele foi registrado no domingo (21).

Ele trabalhava em um hospital de Lucas do Rio Verde e era especialista em ultrassonografia.

Segundo o CRM-MT, Agnaldo foi um dos pioneiros da medicina no município.

O médico deixou a mulher e dois filhos.