Português Italian English Spanish

Tenente-coronel da PM é internada com suspeita de Covid e aguarda exame

Tenente-coronel da PM é internada com suspeita de Covid e aguarda exame


Andréia é esposa do médico Rodrigo Gusmão. Ele que está hospitalizado com Covid

Araguaia Notícia

 

Uma nota divulgada na tarde de segunda-feira (25/5) pelo 5º comando da Polícia Militar (5º CR PMMT) de Barra do Garças confirmou a notícia de que a tenente-coronel Andréia Vital Costa está internada no Hospital MedBarra, após, sentir alguns sintomas, sendo submetida a uma bateria de exames.

E durante esse check-up, constaram-se algumas lesões no pulmão. Imediatamente, a oficial foi internada e submetida a novos exames, entre eles, o teste para coronavírus, o qual, aguarda resultado para confirmação.

Vale ressaltar que, a referida oficial, já se encontrava em isolamento social, há pelo menos 15 dias, desde que o esposo o médico Rodrigo Gusmão também foi internado com coronavírus. Gusmão que atua na linha de frente de combate ao Covid em Barra do Garças se afastou da função tão logo percebeu também alguns sintomas. Ele verificou com exame um desconforto no pulmão e está internado no Hospital MedBarra.

Gusmão até gravou um áudio dizendo que o tratamento dele está indo muito bem e incentivou aos colegas médicos e demais profissionais da saúde para não ficarem com medo e continuarem a nobre missão de lutar contra esse vírus (inimigo invisível) que vem causando tanto temor no mundo inteiro.

Segundo a nota do comando, o caso de Andreia vem sendo acompanhado de perto por este comando, o qual vem dando, todo o suporte necessário a policial militar e sua família. O mesmo apoio que está sendo dado a um sargento da PM de Barra do Garças que também está internado com Covid. 

“Reafirmamos o nosso compromisso com a população do Vale do Araguaia e a nossa tropa, dessa forma, criamos no âmbito do 5º Comando Regional, uma equipe multidisciplinar que terá como foco, o acompanhamento contínuo dos nossos policiais militares e seus familiares que porventura forem vítimas dessa pandemia”, destacou o coronel Antônio Gilvanda de Souza.
 
Ele citou um trecho bíblico em sua publicação: “Somos em tudo atribulados, mas não angustiados, estamos perplexos, não desanimados; perseguidos, mas não desamparados, abatidos, mas não destruídos. Não em desespero, não em desespero.” 2 Coríntios 4:8-9.