Português Italian English Spanish

Número de casos de Covid-19 deve continuar aumentando em Cuiabá até outubro, diz SMS

Número de casos de Covid-19 deve continuar aumentando em Cuiabá até outubro, diz SMS


Estimativa foi feita pela secretaria, por meio de modelos matemáticos que consideram a proporção de infectados e o número acumulado de casos.

Por Kethlyn Moraes, G1 MT

Sala de exames do Lacen, único laboratório autorizado, atualmente, para confirmar ou descartar casos de coronavírus em MT — Foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT

Sala de exames do Lacen, único laboratório autorizado, atualmente, para confirmar ou descartar casos de coronavírus em MT — Foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT

Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aponta que o número de pessoas infectadas em Cuiabá deve continuar aumentando pelo menos até outubro, caso a situação se mantenha parecida com a atual.

Essa é uma estimativa feita pela secretaria, por meio de modelos matemáticos que consideram a proporção de infectados e o número acumulado de casos.

A previsão é que até o dia 30 de maio Cuiabá terá registrado 345 casos de Covid-19.

Até o último sábado (16), quase 60 dias após o primeiro caso registrado da doença na capital, foram notificados 265 casos de infecção por coronavírus em moradores de Cuiabá.

Os dados indicam um crescimento de 45% na última semana. O índice até então era de seis casos por dia. No entanto, na última semana, esse número passou para 11 casos por dia.

Entre os 265 casos confirmados de COVID-19 o primeiro caso notificado no dia 14 de março. O maior número de notificações ocorreu nas duas últimas semanas epidemiológicas. Na 19ª semana foram 42 notificações e na 20ª foram 82.

  • Últimas notícias sobre o coronavírus em MT

    Desta forma, a SMS reforça que manter o distanciamento social, o isolamento de casos e a investigação de contatos, são as únicas ferramentas efetivas disponíveis para o controle da pandemia até o presente momento.

    Essas medidas conjuntas propiciam a redução do número de reprodução da infecção, o retardamento do pico da epidemia, a redução no número de casos dentro de uma cidade e a consequente redução da demanda hospitalar e do número de óbitos.

    Medidas preventivas

    Com o retorno de algumas atividades econômicas em Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde reforma a necessidade de medidas individuais como estratégia para o controle da propagação do vírus.

    O uso de máscara é obrigatório e deve ser respeitado, pois elas servem como barreira mecânica à transmissão do vírus, impedindo ou reduzindo o contato dos indivíduos com aerossóis contaminados.

    Além disso, é necessário intensificar os cuidados de higiene pessoal, como lavar as mãos frequentemente, e evitar aglomerações, como eventos festivos, reuniões em bares e outros.